Total de visualizações de página

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Recife, aqui estou...


Estou há 15 dias em Recife de mala e cuia. A bem da verdade, não é de agora que nutro um carinho especial por essa cidade, capital do estado que, não obstante as desigualdades, aprendi a amar. Assim, sinto-me em casa e o sentimento de pertença me deixa à vontade nesta terra de Clarice, Bandeira,Dom Hélder, Science e outros.A solidão que essa cidade inspira é do tamanho do espaço geográfico que ocupa.Desse modo, Recife é um convite à poesia. Atravessada por pontes, rios e mangues, a cidade vai desfilando graça e beleza. Mas o Recife não é feito apenas de praças, parques e praias que saltam aos olhos. Tudo isso contrasta com uma realidade cuja tônica é dada pela violência e a miséria de tantos que perambulam pelas ruas centenárias desta cidade. Para minimizar o peso dos contrastes, sugiro uma volta no finalzinho da tarde pela praia de Boa Viagem. Ali tudo parece nivelado, como o horizonte.

Um comentário:

Reflexo d Alma disse...

Ei!
Chegando pra conhecer
seu espaço...
mudou de ares..
um dia mudei tambem
sai do RJ e vim pro ES,
encontrei minha Pasargada...
Vou adorar que passe no meu blog de poesia(se gostar é claro)
Bjins entre sonhos e delírios