Total de visualizações de página

domingo, 5 de setembro de 2010

MIMO(SA)


Desde o dia 01 de setembro que a Mostra Internacional de Música de Olinda (MIMO) está acontecendo a pleno vapor na cidade que foi reconhecida como patrimônio cultural: Olinda.
Hoje fui prestigiar essa festa da música que percorre ritmos, estilos e gêneros distintos, ou seja, vai do popular ao clássico.
Na programação constava a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Leonardo Altino e Ana Lúcia Altino, Egberto Gismonti e Orquestra de Sopros da Pro Arte, Heloísa Fernandes Trio, Fernando Portari, Rosana Lamosa e Jean Louis Steuerman, Chorisso e o grupo francês Selmer (a grande atração da noite).
Devido a um choque nos horários das apresentações, pude assistir a três apresentações apenas: Heloísa Fernandes Trio, Fernando Portari, Rosana Lamosa e Jean Louis Steuerman e Selmer.
A fim de não perder as apresentações que pincei na programação, cheguei cedo, garanti os ingressos e aproveitei o intervalo entre a entrega dos ingressos e a primeira apresentação para andar pelas ruas centenárias de Olinda.
Embora tenha chegado atrasado para a apresentação da pianista paulista Heloísa Fernandes, foi possível conhecer um pouco do seu trabalho e do som que produz. As músicas que apresentou enquanto estive na platéia fazem parte de um CD chamado "Candeias" que foi totalmente inspirado em pesquisa de Mário de Andrade sobre danças populares. O estilo da pianista é rico em interpretações instrumentais e jazzísticas da música popular brasileira.


A segunda atração contou com o brilhantismo da soprano Rosana Lamosa, do tenor Fernando Portari e do pianista Jean Louis Steuerman. Cantando peças de Schumann, o trio encantou a platéia que, ao final da apresentação, aplaudiu demoradamente para que voltassem e novamente nos permitissem o prazer de ouvi-los. Fernando Portari é um dos maiores nomes da música lírica no Brasil e Rosana Lamosa é uma das mais importantes sopranos brasileiras. Ela foi contemplada com prêmios como APCA e Carlos Gomes e sua discografia inclui gravações com a Osesp e a Nashville Symphony Orchestra. O pianista Jean Louis atuou como solista nas principais orquestras mundiais, como a Orquestra Sinfônica de Londres e apresentações na América do Norte e Japão.


Por fim, subiu ao altar da igreja da Sé o grupo Selmer609 que arrancou aplausos até mesmo durante as execuções das músicas. O quinteto formado por jovens franceses apresentou releituras de Milles Davis, John Coltrane, Richard Giuliano e Django Reinhardt. O grupo formado por Ghali Hadefi, David Gastine, Adrien Moignard, Sebastien Giniaux, Richard Manetti e Jérémie Arranger montou um coletivo de jazz manouche, também conhecido como jazz cigano.


A MIMO acontecerá até o dia 07 de setembro nas igrejas do sítio histórico de Olinda. Vale a pena conferir.

9 comentários:

Saulo Taveira disse...

Nada como a net pra nos aproximar do que é bom, cultural.
Quero ir um dia.


Abraços.

Marcio Nicolau disse...

Respirando cultura aí, heim?

Marliborges disse...

Ah, Luciano, coisa boa essa cultura que rola por aí. Já fui várias vezes a Olinda e agora estou novamente com viagem marcada pra outubro. Mas sempre que vou aí, é só a trabalho, não me sobra tempo pra nada. Cést la vie. Bjssss

Marcio Nicolau disse...

vc tem gmail? Se tiver, me adiciona e conversamos um pouco:
marcioalmeida1980@gmail.com

Qual o teu?

TH disse...

Pernambuco é um dos estados mais culturais ever. Dá gosto ver como as pessoas e o governo investem fundo na parte cultural, de igual pra igual a outras áreas. Sorte sua contemplar tudo isso de pertinho :)

Sonia Pallone disse...

Passando pra te deixar carinho e admiração.

Marcio Nicolau disse...

hey! Onde estão as novas leituras?

sou do sul disse...

Olá Luciano parabens pelo blog...super interessante... um grande abraço fique na paz

Regina Artes disse...

Que maravilha ter acesso a tanta cultura....que privilégio...
Beijos!!!