Total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

A experiência Couch Surfing


CouchSurfing é um site que se encaixa no que se chama hoje de redes sociais. Embora apresente características comuns a outros sites de relacionamento, como Orkut e Facebook, CouchSurfing apresenta algumas peculiaridades:
a)CouchSurfing não é um site de relacionamentos (embora alguns o usem para esse fim). Quando falo em relacionamento, refiro-me ao amoroso. Nesse ponto, vale esclarecer que a experiência CouchSurfing é uma experiência essencialmente relacional. Isso parece contraditório, mas não é, uma vez que os membros do CouchSurfing estabelecem relações de outra ordem que são determinadas pelos objetivos do projeto e que não são propriamente amorosas;
b)CouchSurfing implica uma experiência de convivência humana muito mais fina e intensa que aquelas possíveis em outra redes. Esse aspecto justifica-se pelo fato de que os membros do site se dispõem a hospedar (disponibilizam o sofá, nos termos do site) pessoas que viajam. Com isso, CouchSurfing possibilita a seus membros uma experiência que vai além da troca de afetos como vivenciada no Orkut e/ou Facebook. Quem recebe o viajante (ou mochileiro) divide com ele o mesmo chão e rotina. Por sua vez, o hóspede retribui de maneira não material, mas vivencial, compartilhando sua experiência de vida (social, cultural, intelectual). Assim, viaja quem hospeda e aquele que é hospedado. As trocas são recíprocas e espontâneas.
c) Couch Surfing, embora seja um site que tem a hospedagem como objetivo predominante, esse objetivo não é o único. Outras ações podem ser mobilizadas pelos usuários, como o Coffee and Drink. Essa opção permite que os membros combinem encontros com a finalidade de conversarem e conhecerem novas pessoas. As pessoas as quais me refiro, compreendem os membros pertencentes a uma determinada localidade ou pessoas que estão passando por ali.
Penso que CouchSurfing representa uma diluição extrema de fronteiras, bem como a materialização daquilo que poderíamos chamar de relações globais. A experiência CouchSurfing permite abrir as portas para o mundo e isso não se dá apenas simbolicamente, mas concretamente. Além da superação de fronteiras, CouchSurfing impõe uma condição que tem ficado esquecida num mundo em que o medo é imperativo: a confiança. Talvez represente uma resposta às constantes investidas de uma mentalidade corrente que levanta muros entre as pessoas porque, de acordo com essa mentalidade, o outro é visto/entendido como uma ameaça às seguranças das quais acredito estar cercado. Couch Surfing restabelece a confiança perdida e estabelece uma maneira de relacionar-se com o outro em que a confiança e a partilha são condições indispensáveis a bem sucedida experiência do chão humano compartilhado.

5 comentários:

TH disse...

Nunca tinha ouvido falar dessa nova rede.
Interessantíssima, por sinal!
:)

Tais Luso disse...

Também eu não sabia que isso pudesse existir, Luciano. Não deixa de ser, no mínimo curioso no quesito 'construir laços de confiança'. Mas segundo o texto parece que está dando certo.

bjs, amigo.
tais luso

Marcio Nicolau disse...

você não deu o link.

Como acessar?

Marcio Nicolau disse...

e a experiência, como foi?

miGuel pesTana disse...

O couch surfing é um meio excelente para quem quer conhecer outras pessoas, outras culturas.Sou membro desde Julho.Aconselho!